Capina Química

O acúmulo de plantas consideradas daninhas causa transtorno em áreas urbanas e industriais. O acúmulo de mato prejudica o aspecto visual das instalações,  facilita o abrigo de animais peçonhentos aumentando o risco de incidentes, estimula a deposição de resíduos e consequentemente seu acúmulo, facilita a proliferação e o abrigo de mosquitos, dificulta o acesso e a visibilidade do local e favorece a ocorrência de incêndios.

A capina química é uma forma prática de tratar este problema. Nesta atividade as áreas de interesse são tratadas com produtos químicos específicos que são classificados como agrotóxicos herbicidas de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Apesar de não matar as plantas daninhas imediatamente, como ocorre na capina manual, a capina química leva alguns dias para aparecerem os resultados. Entretanto seu efeito é mais duradouro que a capina manual especialmente pelo fato do produto matar também as semente e não apenas as plantas desenvolvidas. Outra vantagem da capina química é seu menor tempo de execução se comparado a modalidade manual, principalmente em margens de rodovias, aceiros,  ferrovias, metrovias,  oleodutos, terminais e sub-estações de energia elétrica.

Devido a toxicidade que alguns herbicidas apresentam e ao desequilíbrio que podem causar aos ecossistemas aquáticos, a ANVISA regulamentou a prática da capina química em centros urbanos. Outro fator que levou a regulamentação foi a atividade estar sendo praticada de forma desregulada com os populares “mata-mato”, sem qualquer tipo de orientação técnica e medidas de controle e prevenção de danos ambientais. Em 2010 a capina química chegou a ser proibida em centros urbanos, mas em 2016 foi emitida uma Nota Técnica regulamentando esse serviço em ambientes urbanos de acesso restrito e controlado, com facilidade de isolamento quando da aplicação do produto e sob a condição de que os produtos estejam registrados perante o órgão competente, IBAMA, e todos os ritos procedimentais e legais para o seu uso sejam seguidos.

Contamos com corpo técnico responsável por realizar treinamentos dos operadores e acompanhar as atividades, garantindo que todos os requisitos mencionados acima sejam atendidos. Temos registro no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), utilizamos apenas produtos autorizados e temos treinamento em NR-10 SEP para trabalho em áreas de alta tensão.

Não deixe que as plantas dainhas impactem seu ambiente, faça capina química com a melhor empresa especializada da região!

controle de pragas; dedetização; dedetização juiz de fora; controle de pragas jf; baratas; ratos; formigas; escorpiões; lacraia; aranha; cupins; moscas; mosquitos; armadilha luminosa; limpeza de caixa d'água; limpeza de reservatórios; capina química; saneamento vegetal; capina mecânica; roçagem; roçada; higienização de reservatórios; limpeza de bebedouros; higienização de bebedouros; sanitização; desinfecção de ambientes